Mulheres ativistas em Portugal
O Impacto do VIH
Mulheres

No âmbito do programa Ativismo no Feminino, promovido pela SER+, nasceu o MAIS - Mulheres Ativistas com Intervenção na Sociedade. Este grupo é composto por 7 mulheres que pretendem ter um papel  mais ativo ao nível da prevenção/promoção da saúde e defesa dos Direitos Humanos, com especial ênfase na área da infeção VIH. Divulgaram, no dia 15 de Maio de 2014, o seu plano de ação, que assenta em 5 grandes objetivos:

1º Contribuir para uma atuação do Governo mais alinhada com as necessidades das mulheres que vivem com infeção VIH
 
  • Elaborar uma carta sobre o papel do Governo no combate à vulnerabilidade das mulheres relativamente à infeção VIH, para ser discutida no grupo parlamentar de acompanhamento ao VIH e no Programa Nacional VIH;
 
2º Contribuir para uma atuação da Ser+ mais alinhada com as necessidades das mulheres que vivem com infeção VIH
 
  • Fazer um levantamento de necessidades e de satisfação com os serviços prestados, junto dos utentes da Ser+;
  • Apresentar à Ser+ propostas de atividades/ serviços/ projetos a implementar de acordo com os resultados do levantamento realizado.
 
3º Contribuir para a prevenção de novas infeções, especialmente nos mais jovens
 
  • Colaborar no desenvolvimento de sessões de sensibilização e prevenção em escolas e faculdades, dando o testemunho pessoal;
  • Montar e dinamizar um quiosque de distribuição de preservativos e material preventivo, na praia, durante a época balnear.
 
4º Contribuir para a diminuição da discriminação das pessoas que vivem com infeção VIH
 
  • Desenvolver uma campanha que sensibilize para a utilização da sigla VIH em vez de SIDA;
  • Estabelecer uma parceria com o jornal da região e com uma revista "para mulheres" para lançar artigos com testemunhos de mulheres que vivem com VIH e para divulgação de atividades.
 
5º Ajudar outras pessoas a viver melhor com a infeção VIH, nomeadamente mulheres, com especial incidência na área das relações amorosas/sexualidade e da adesão ao tratamento
 
  • Prestar apoio individual interpares a outras mulheres com experiências de vida, crenças culturais ou características semelhantes;
  • Prestar apoio individual ao nível da adesão ao tratamento, nomeadamente auxiliando com o treino de estratégias para toma da medicação;
  • Estabelecer parcerias com outras entidades para além da Ser+ (ex. Hospitais, AJPAS) para disponibilizar apoio interpares nesses locais;
  • Acompanhar ao Hospital pessoas recém diagnosticadas (no âmbito do teste rápido realizado na Ser+);
  • Organizar a atividade do Dia Mundial de Luta contra a Sida, sobre o tema "VIH e os Afetos".

Contamos com o apoio e contribuição de todos para colocar em prática este plano de ação e dar continuidade a esta importante iniciativa!

Qualquer donativo é válido e irá fazer diferença na concretização das atividades pretendidas.

Poderá fazer a sua transferência para o
NIB 0010 0000 32661940015 82
e/ou pedir esclarecimentos adicionais para o email:
andreia.pinto.ferreira@sermais.pt


Ajude a concretizar o sonho destas mulheres...
Ana Rita Paes Braga
Ana Rita Paes Braga e Andreia Pinto Ferreira
  Mulheres conhecidas pela sua condição serológica e pelo seu trabalho nesta área em Portugal

Muitas mulheres por este mundo fora, tornaram-se conhecidas pelo que fizeram para reduzir o estigma e a discriminação. Em Portugal, mais especificamente, na génese desta Associação, esteve uma mulher chamada Ana Rita Paes Braga que se tornou a primeira mulher a dar a cara publicamente pela sua condição de saúde.
Partilhar Share to Facebook
Se reside na linha de Cascais, venha fazer o teste para o VIH na SER+

Poderá conhecer o seu estatuto serológico para o VIH, Hepatites B, C e Sífilis, nas instalações da SER+. O teste é gratuito, anónimo e confidencial.

Às 2.ª, 4.ª e 6.ª feiras de manhã, entre as 9h e as 12h30. Às 3.ª e 5.ª, à tarde, entre as 14h e as 16h30.

Não precisa de marcação. É por ordem de chegada.

Qualquer dúvida, contacte-nos para o número: 214 814 130 ou para o telemóvel: 917 553 488.

Se a sua organização trabalha com populações vulneráveis ao VIH, Hepatites víricas e outras ISTs e, se pretende distribuir preservativos gratuitamente assim como ensinar a utilizá-los correta e consistentemente, contacte-nos!
Entrega de Medicação em casa - Se for utente do Hospital de Cascais, adira. Se quer saber mais, clique aqui e peça informações.
Centro Anti-discriminação e apoio jurídico.
Legislação e Direitos das Pessoas Infetadas pelo VIH e/ou SIDA - ?O desconhecimento dos direitos e os obstáculos ao acesso aos mecanismos de resposta continuam a dificultar a acção perante práticas discriminatórias e, consequentemente, o seu combate eficaz.?
Novo espaço de atendimento às pessoas que vivem com o VIH. Maior acessibilidade e maior regularidade no acompanhamento psicossocial.