Formações
O que Fazemos
Apoio na Redução do nº de Casos de Discriminação » Formações
Estruturas de Apoio Social
VIH e Sida nas Estruturas de Apoio Social: Lares, Centros de Dia e SAD
Ação de Formação: VIH e Sida nas Estruturas de Apoio Social: Lares, Centros de Dia e SAD

Para entidades com valência de Lar, Centro de Dia e/ou Serviço de Apoio Domiciliário

CASCAIS/ PORTO/ FARO

VIH e Sida nas Estruturas de Apoio Social: Lares, Centros de Dia e SAD

Com o objetivo de sensibilizar para a problemática do VIH e Sida no contexto do apoio social e prestação de cuidados extra-hospitalares e promover condutas de integração e aceitação das pessoas que vivem com esta infeção nestas estruturas, foram desenvolvidas, em 2011, 3 sessões de formação em Cascais, Porto e Faro, em que participaram 51 pessoas pertencentes a 22 entidades.

Tendo estado presente numa destas ações, a Domuscare solicitou-nos posteriormente (2012) a realização de duas sessões de formação para os seus Auxiliares de Serviço de Apoio Domiciliário, tendo sido abrangidos 31 trabalhadores desta entidade.

Formações na Domuscare, com a colaboração da Drª Inêz Vaz Pinto, do HPP de Cascais
VIH e Sida nas Estruturas de Apoio Social: CERCITOP
Ação de Formação: VIH e Sida nas Estruturas de Apoio Social: CERCITOP

Para os colaboradores do serviço de CAO e lar/residência da CERCITOP

SINTRA

VIH e Sida nas Estruturas de Apoio Social: CERCITOP

Perante um pedido desta entidade, o CAD desenvolveu 2 ações de formação para 24 colaboradores do CAO (Centro de Atividades Ocupacionais) e Lar/residência da CERCITOP, no ano de 2013.

Formação na CERCITOP, com a colaboração da Drª Inêz Vaz Pinto, do HPP de Cascais
VIH e Sida nas Estruturas de Apoio Social: Instituto da Segurança Social
Ação de Formação: VIH e Sida nas Estruturas de Apoio Social: Instituto da Segurança Social

Para os colaboradores do Instituto da Segurança Social e entidades protocoladas

LISBOA
SINTRA
PORTALEGRE
COIMBRA
AVEIRO

VIH e Sida nas Estruturas de Apoio Social: Instituto da Segurança Social

Estão a decorrer desde Novembro de 2013, as formações protocoladas com o Instituto da Segurança Social (ISS), no âmbito do projeto financiado pelo ADIS/SIDA, de modo a promover atitudes e condutas favoráveis à integração e aceitação de pessoas que vivem com o VIH em estruturas de apoio social.

Em 2013 foram realizadas 4 sessões abrangendo os Centros Distritais de Lisboa, Portalegre, Coimbra e Aveiro, tendo sido formados 55 técnicos do Instituto da Segurança Social e mais de uma centena de profissionais de diversos equipamentos sociais, incluindo lares, centros de dia, serviços de apoio domiciliário, creches, infantários, centros de acolhimento, etc.


1) Formação no ISS de Portalegre
2) Formação no ISS de Lisboa, com a participação da Drª Teresa Baptista, do Hospital Egas Moniz
3), 4), 5) e 6) Formação no ISS de Aveiro, com a participação do Dr. António Maio, do Hospital de Aveiro
7) Formação no ISS de Coimbra, com a participação do Dr. António Maio, do Hospital de Aveiro

Já em Janeiro de 2014 foi desenvolvida uma sessão para o Serviço Local de Sintra, que contou com a participação de 27 pessoas. Avaliando a pertinência da ação, e por iniciativa do Serviço da Segurança Social de Sintra, fomos posteriormente convidados a replicar a formação para as entidades pertencentes à rede social deste Concelho, através da realização de mais 3 ações, entre Abril e Maio de 2014.


Formação no ISS de Sintra, com participação da Drª Inês Vaz Pinto, do HPP de Cascais

No 2º semestre do ano desenvolvemos novas ações para o ISS e entidades protocoladas em 4 Centros Distritais: Lisboa, Aveiro, Coimbra e Vila Real, abrangendo um total de 178 pessoas.

Formação no ISS de Aveiro, com a participação do Dr. António Maio, do Hospital de Aveiro
Formação no ISS de Aveiro, com a participação do Dr. António Maio, do Hospital de Aveiro
Formação no ISS de Coimbra, com a participação da Drª Cláudia Nazareth, do Hospital Universitário de Coimbra
Formação no ISS de Coimbra, com a participação da Drª Cláudia Nazareth, do Hospital Universitário de Coimbra
Formação no ISS de Vila Real, com a participação do Dr. Paulo Andrade, do Hospital de S. João
Formação no ISS de Vila Real, com a participação do Dr. Paulo Andrade, do Hospital de S. João
Ação de Formação: Quebrar Tabús: SIDA e Prevenção
Ação de Formação: Ação de Formação: Quebrar Tabús: SIDA e Prevenção

Séniores dos Centros de Convívio e Academia Sénior da Cruz Vermelha

Cascais, Estoril, Parede e Carcavelos

Ação de Formação: Quebrar Tabús: SIDA e Prevenção

O projeto Quebrar Tabús foi aplicado em 10 Centros de Convívio das freguesias de Cascais, Estoril, Parede e Carcavelos, bem como na Academia Sénior da Cruz Vermelha da Parede. Ao todo frequentaram as ações de forma consistente 106 séniores, tendo a maioria o 1º ciclo (apesar de haver bastantes sem qualquer alfabetização). A média de idades foi de 72 anos, tendo a pessoa mais nova 54 anos e a mais velha 91.

Quebrar Tabús: Sida e Prevenção
Quebrar Tabús: Sida e Prevenção

Cascais
O projeto "Quebrar Tabús: Sida e Prevenção" foi desenvolvido pela SER+ entre 2006 e 2009, propondo-se trabalhar junto da população sénior questões relacionadas com o VIH/Sida e temáticas associadas. Este projeto consistiu em 10 sessões de discussão/partilha iniciais, seguidas de outras 10 em que os formandos delinearam um projeto/campanha de prevenção para os seus pares, que foi apresentado no final da ação, num encontro entre todos.

Objectivos
Objectivos

Parceiros

  • Junta de Freguesia de Cascais
  • Centro Social Nossa Srª de Fátima
  • Associação Desportiva da Costa do Sol
  • Centro de Comunitário da Paróquia da Parede
  • ARIM - Associação de Reformados e Idosos do Murtal
  • Centro de Comunitário da Paróquia de Carcavelos
  • ABSAD - Associação de Beneficência e Socorros Amadeu Duarte
  • Academia Sénior da Cruz Vermelha da Parede
Parceiros
Parceiros

Resultados Alcançados
O balanço final deste projeto foi muito positivo, tanto por parte dos formadores como dos formandos. A adesão à formação foi muito satisfatória, tendo a assiduidade sido elevada, o que possibilitou a criação de um ambiente de confiança onde era "permitido" falar de coisas da intimidade de cada um, e discutir questões tão pessoais como os valores e as atitudes, por exemplo face à sua sexualidade, ao uso do preservativo ou à convivência com uma pessoa que viva com infeção VIH.
O aumento dos conhecimentos, bem como a mudança de crenças e atitudes puderam ser verificados não só nos questionários de avaliação passados antes e após a formação (ver gráfico), mas também através dos projetos finais construídos e apresentados pelos formandos.

Partilhar Share to Facebook
Se reside na linha de Cascais, venha fazer o teste para o VIH na SER+

Poderá conhecer o seu estatuto serológico para o VIH, Hepatites B, C e Sífilis, nas instalações da SER+. O teste é gratuito, anónimo e confidencial.

Às 2.ª, 4.ª e 6.ª feiras de manhã, entre as 9h e as 12h30. Às 3.ª e 5.ª, à tarde, entre as 14h e as 16h30.

Não precisa de marcação. É por ordem de chegada.

Qualquer dúvida, contacte-nos para o número: 214 814 130 ou para o telemóvel: 917 553 488.

Se a sua organização trabalha com populações vulneráveis ao VIH, Hepatites víricas e outras ISTs e, se pretende distribuir preservativos gratuitamente assim como ensinar a utilizá-los correta e consistentemente, contacte-nos!
Centro Anti-discriminação e apoio jurídico.
Legislação e Direitos das Pessoas Infetadas pelo VIH e/ou SIDA - ?O desconhecimento dos direitos e os obstáculos ao acesso aos mecanismos de resposta continuam a dificultar a acção perante práticas discriminatórias e, consequentemente, o seu combate eficaz.?
Novo espaço de atendimento às pessoas que vivem com o VIH. Maior acessibilidade e maior regularidade no acompanhamento psicossocial.
Plano Estratégico
Estatutos
Donativos
Facebook
© 2017 SER +. Todos os Direitos Reservados.
Design e Desenvolvimento: Vectweb®SM