Projeto Medicamentes
A equipa do PROJECTO MEDICAMENTES:
Sílvia Branco (Formadora), Rita Fortuna (Terapeuta Ocupacional), Liliana Domingos (Coordenadora de SAD), Ricardo Fernandes (formador) e Ana Paula Pinto (Ajudante Familiar)
O que Fazemos
Apoio Social » Projeto Medicamentes
Projeto Medicamentes

Muitos dos clientes do Serviço de Apoio Domiciliário (SAD) da Ser+ usufruem de apoio na gestão da Terapêutica Anti-Retroviral (TARV). O levantamento da medicação nas farmácias hospitalares, a preparação da mesma e/ou a toma assistida diária, são as tarefas em que os clientes podem contar com o auxílio da equipa de SAD. No entanto, alguns destes clientes demonstram motivação para se autonomizarem deste serviço e poderem ser eles, algumas vezes com ajuda de cuidadores informais, a poderem gerir a sua prórpia medicação.

Tendo em conta esta realidade, nos últimos dois meses do ano de 2013, foi desenvolvido o Projeto MedicaMentes, financiado pela Plataforma SAD+, da Câmara Municipal de Cascais.

Este projeto teve como objetivos aumentar os conhecimentos e aceitação do VIH/Sida por parte dos clientes e promover a sua autonomia na Gestão da Terapêutica. O projeto contou com a colaboração de uma Psicóloga e de um ativista na área do VIH, ambos, responsáveis pela realização das sessões de esclarecimento sobre a doença e a gestão da TARV, e de uma Terapeuta Ocupacional que, juntamente com uma ajudante da acção direta, dinamizaram sessões individuais e grupais (no domicílio dos clientes) de treino da gestão da medicação.

Projeto Medicamentes
Antes ANTES
Foram integrados neste projeto 12 clientes de SAD, dos quais, inicialmente, 62% demonstraram dificuldades em gerir a toma da medicação, 70% demonstraram dificuldade em definir o que o VIH provoca no organismo e como se transmite e 72% demonstraram dúvidas relativas à toma de medicação.
 
Depois DEPOIS
No final do projeto, a percentagem de utentes que demonstravam ainda ter dificuldades na gestão da medicação, diminuiu para 28%. Dos clientes que participaram, 76% aumentaram os conhecimentos sobre o que o VIH provoca no organismo e como se transmite, e 66,7% dos participantes aumentaram a sua autonomia ao nível da interpretação de um mapa terapêutico, bem como da preparação e armazenamento da medicação. A maior dificuldade esteve relacionada com o levantamento da TARV nas farmácias hospitalares, uma vez que, no final do projeto, 67% dos participantes ainda referiam sentir vergonha em levantar a medicação.
De uma forma global, 83% dos participantes no projeto mostraram-se bastante satisfeitos com a participação no mesmo, dos quais 69% referiram que o MedicaMentes os ajudou bastante a aumentar os seus conhecimentos sobre o VIH, e a aceitá-lo melhor, considerando esta forma, que iriam modificar a sua atitude para com a sua saúde e com a toma da medicação.
Partilhar Share to Facebook
Se reside na linha de Cascais, venha fazer o teste para o VIH na SER+

Poderá conhecer o seu estatuto serológico para o VIH, Hepatites B, C e Sífilis, nas instalações da SER+. O teste é gratuito, anónimo e confidencial.

Às 2.ª, 4.ª e 6.ª feiras de manhã, entre as 9h e as 12h30. Às 3.ª e 5.ª, à tarde, entre as 14h e as 16h30.

Não precisa de marcação. É por ordem de chegada.

Qualquer dúvida, contacte-nos para o número: 214 814 130 ou para o telemóvel: 917 553 488.

Se a sua organização trabalha com populações vulneráveis ao VIH, Hepatites víricas e outras ISTs e, se pretende distribuir preservativos gratuitamente assim como ensinar a utilizá-los correta e consistentemente, contacte-nos!
Entrega de Medicação em casa - Se for utente do Hospital de Cascais, adira. Se quer saber mais, clique aqui e peça informações.
Centro Anti-discriminação e apoio jurídico.
Legislação e Direitos das Pessoas Infetadas pelo VIH e/ou SIDA - ?O desconhecimento dos direitos e os obstáculos ao acesso aos mecanismos de resposta continuam a dificultar a acção perante práticas discriminatórias e, consequentemente, o seu combate eficaz.?
Novo espaço de atendimento às pessoas que vivem com o VIH. Maior acessibilidade e maior regularidade no acompanhamento psicossocial.