Por que razão as drogas são consumidas por via endovenosa?
O Impacto do VIH
Utilizadores de drogas injetáveis
Por que razão as drogas são consumidas por via endovenosa?

Existem várias razões pelas quais os consumos são realizados por via endovenosa em vez de serem consumidos de outras formas. O Programa de Desenvolvimento para o VIH das Nações Unidas sugere que isto possa estar relacionado com as seguintes razões: a disponibilidade de drogas injetáveis nos locais de produção e às rotas de tráfico; pelo facto de ser um método barato e de ter uma ação mais rápida; pela partilha de conhecimentos sobre técnicos de injeção por consumidores migrantes; e, por fim, pela simples razão de que, desta maneira, nenhuma "parte" da droga se perde ao contrário do que acontece se for fumada, especialmente, quando os esforços de controlar a droga reduzem a sua disponibilidade.

O Programa de Desenvolvimento para o VIH das Nações Unidas pensa que a alteração mais comum nos padrões do consumo que resultou na aplicação da legislação, foi a substituição do fumo de ópio para a injeção de heroína ou outras drogas. As populações dos países em desenvolvimento ficaram mais expostas a estes novos métodos de consumo, incluindo injetar drogas, uma vez que foram forçadas pelas nações desenvolvidas a refinar as drogas mais perto das áreas de produção.

No Paquistão, por exemplo, os últimos 10 a 15 anos têm-se assistido a uma mudança do consumo de heroína inalada ou fumada para injetada. Os consumidores de heroína injetada são uma percentagem cada vez maior do total de heroinómanos, tendo passado de 2%, em 1993, para 15%, em 2000, e para mais de 25% em 2007. Esta tendência está maioritariamente atribuída às medidas agressivas para controlo das drogas, que reduziram a oferta, aumentaram o custo e tornaram esta forma o consumo um método mais viável economicamente.

Um portador de VIH, utilizador de drogas injetáveis do Paquistão atribui à escassez e ao custo cada vez mais elevado da heroína as razões para ter mudado da inalação para a injeção: "Heroína de boa qualidade já não está disponível no mercado. Há heroína de baixa qualidade à venda a preços exorbitantes. Se injetar heroína de baixa qualidade, os seus efeitos são imediatos e prolongados."

Partilhar Share to Facebook
Se reside na linha de Cascais, venha fazer o teste para o VIH na SER+

Poderá conhecer o seu estatuto serológico para o VIH, Hepatites B, C e Sífilis, nas instalações da SER+. O teste é gratuito, anónimo e confidencial.

Às 2.ª, 4.ª e 6.ª feiras de manhã, entre as 9h e as 12h30. Às 3.ª e 5.ª, à tarde, entre as 14h e as 16h30.

Não precisa de marcação. É por ordem de chegada.

Qualquer dúvida, contacte-nos para o número: 214 814 130 ou para o telemóvel: 917 553 488.

Se a sua organização trabalha com populações vulneráveis ao VIH, Hepatites víricas e outras ISTs e, se pretende distribuir preservativos gratuitamente assim como ensinar a utilizá-los correta e consistentemente, contacte-nos!
Centro Anti-discriminação e apoio jurídico.
Legislação e Direitos das Pessoas Infetadas pelo VIH e/ou SIDA - ?O desconhecimento dos direitos e os obstáculos ao acesso aos mecanismos de resposta continuam a dificultar a acção perante práticas discriminatórias e, consequentemente, o seu combate eficaz.?
Novo espaço de atendimento às pessoas que vivem com o VIH. Maior acessibilidade e maior regularidade no acompanhamento psicossocial.
Plano Estratégico
Estatutos
Donativos
Facebook
© 2017 SER +. Todos os Direitos Reservados.
Design e Desenvolvimento: Vectweb®SM