Introdução
Prevenção
Transmissão sexual pelo VIH
Introdução

Os preservativos, quando usados, consistente e corretamente, são a única forma de proteção que pode ajudar a evitar a transmissão de infeções sexualmente transmissíveis (ISTs), como é o caso da infeção pelo VIH e de evitar uma gravidez.
Estudos sobre a eficácia dos preservativos revelaram que se o preservativo de látex for corretamente utilizado sempre que praticar o ato sexual, o preservativo é altamente eficaz na proteção contra a infeção pelo VIH.
A prova da eficácia dos preservativos é mais clara em estudos de casais em que uma das pessoas está infetada com VIH e a outra não (casais serodiscordantes). Num estudo realizado com casais serodiscordantes, na Europa, entre 123 casais que declararam utilizar preservativos de uma forma constante nas relações sexuais, nenhum dos parceiros não infetado foi contaminado pelo vírus. Em oposição, entre os 122 casais que não utilizavam preservativos de uma forma constante, 12 dos parceiros não infetados contraíram a infeção. Uma publicação recente de 14 estudos que envolve casais serodiscordantes concluiu que o uso constante de preservativos conduziu a uma redução de 80% na incidência do VIH.
Além disso, a utilização correta e constante dos preservativos de látex pode reduzir o risco de outras ISTs, incluindo a clamídia, o herpes genital, a gonorreia e a sífilis.
Segunda a ONUSIDA, o preservativo masculino de látex é a única e mais eficaz tecnologia disponível para reduzir a transmissão sexual da infeção pelo VIH e de outras infeções sexualmente transmissíveis.

Aqui ficam alguns conselhos úteis que podem ajudar a sentir-se mais confiante e descansado sobre o uso de preservativos:

  • Deixe os preservativos de maneira a que estejam sempre à mão. Se as coisas começarem a "aquecer" - estará pronto. Não é uma boa ideia sair a correr para comprar preservativos, no momento crucial, no auge da paixão.
  • Quando comprar preservativos, não fique envergonhado, se deverá sentir alguma coisa, deverá ser orgulho. Mostra que é responsável e confiante e quando chegar a hora, tudo vai valer a pena. Pode ser mais divertido, comprar preservativos com a sua namorada ou com um amigo(a). Nos dias de hoje, é muito fácil comprar preservativos discretamente através da internet.
  • Fale com a sua parceiro ou parceiro sobre usar o preservativo antes de terem sexo. Isso faz com que a ansiedade e a vergonha desapareçam. Saber onde ambos se encontram antes da paixão começar, vai torná-lo muito mais confiante saber que ambos concordam e que estão felizes em usar o preservativo.
  • Se nunca usou um preservativo, a melhor maneira de aprender a usá-lo é praticando, colocando-o em si mesmo ou no seu parceiro. Não demora muito e pode torná-lo, rapidamente, um entendido na matéria.
  • Se sentir que os preservativos lhe estão a estragar a paixão, então, tente introduzir os preservativos na sua vida amorosa. Pode ser muito sexy se o seu parceiro(a) o ajudar a colocá-lo ou podem fazer isso os dois juntos. Saiba mais »»
Ensaios científicos têm mostrado que a circuncisão masculina pode reduzir o risco do homem se tornar infetado pelo VIH durante as relações heterossexuais em 60%. Estas descobertas, levaram a que a OMS e a ONUSIDA recomendassem que a circuncisão é um importante elemento da prevenção da infeção pelo VIH. Desde que esta decisão se tornou conhecida, a circuncisão tem vindo a aumentar. No Zimbabué, 700 homens pediram para ser circuncidados no espaço de duas semanas após o governo ter implementado a circuncisão masculina médica voluntária (CMMV). Modelos matemáticos preveem que uma nova infeção pode ser evitada se cada 5 em 15 homens, forem circuncidados. Também tem sido sugerido que as 6 milhões de novas infeções e as 3 milhões de mortes podiam ser evitadas em vinte anos, se todos os homens da África Subsaariana fossem circuncidados.
Filme gentilmente cedido pela Direção Geral de Saúde, no âmbito do Programa Nacional para o VIH/SIDA
Com mais países a ter como objetivo a introdução e a expansão rápida de programas de circuncisão masculina, pesquisas têm que continuar a ser feitas para avaliar a eficácia e os potenciais impactos da circuncisão como método de prevenção da infeção pelo VIH. Saiba mais »»

Circuncisão nos rapazes, sim ou não?

A circuncisão parece ter passado de moda, mas as vantagens para a saúde (pública) parecem evidentes. Neste programa interessa-nos tentar ajudar os pais que tenham que optar por circuncisar ou não os seus filhos (e não por razões religiosas, por exemplo). «A circuncisão não tem efeitos negativos, mas deve ser feita por especialistas por conter «riscos e complicações»», defende o nosso convidado. Paolo Casella é presidente da Sociedade Portuguesa de Cirurgia Pediátrica. Saiba mais »»

Partilhar Share to Facebook
Se reside na linha de Cascais, venha fazer o teste para o VIH na SER+

Poderá conhecer o seu estatuto serológico para o VIH, Hepatites B, C e Sífilis, nas instalações da SER+. O teste é gratuito, anónimo e confidencial.

Às 2.ª, 4.ª e 6.ª feiras de manhã, entre as 9h e as 12h30. Às 3.ª e 5.ª, à tarde, entre as 14h e as 16h30.

Não precisa de marcação. É por ordem de chegada.

Qualquer dúvida, contacte-nos para o número: 214 814 130 ou para o telemóvel: 917 553 488.

Se a sua organização trabalha com populações vulneráveis ao VIH, Hepatites víricas e outras ISTs e, se pretende distribuir preservativos gratuitamente assim como ensinar a utilizá-los correta e consistentemente, contacte-nos!
Entrega de Medicação em casa - Se for utente do Hospital de Cascais, adira. Se quer saber mais, clique aqui e peça informações.
Centro Anti-discriminação e apoio jurídico.
Legislação e Direitos das Pessoas Infetadas pelo VIH e/ou SIDA - ?O desconhecimento dos direitos e os obstáculos ao acesso aos mecanismos de resposta continuam a dificultar a acção perante práticas discriminatórias e, consequentemente, o seu combate eficaz.?
Novo espaço de atendimento às pessoas que vivem com o VIH. Maior acessibilidade e maior regularidade no acompanhamento psicossocial.